domingo, novembro 26, 2006

Cesariny

RUA 1º DE DEZEMBRO


À hora X, no Café Portugal
À mesa Z, é sempre a mesma cena:
Uma toupeira ergue a mãozinha e acena...
Dois pica-paus querelam, muito entusiasmados:
Que a dita dura dura que não dura
A dita dita dura - dura desdita!
Um pássaro canta diz isto assim é pena
E um senhor avestruz engole ovos estrelados.

Mário Cesariny ( 1923-2006 )


Homenagem no dia da sua partida. Até sempre, Mário.


2 Comentários:

Às segunda-feira, 27 novembro, 2006 , Blogger Leticia Gabian disse...

Soube hoje dele e da sua ida pro lado misterioso.
Gostavas dele né, Zé?
Um beijo pra ti, meu amigo.

 
Às segunda-feira, 27 novembro, 2006 , Blogger Paula Raposo disse...

Até sempre...beijos.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial