terça-feira, outubro 04, 2011

604 - Reflexões de uma Gatinha

Simão
Margarida
Janelas
Gatinha
"Os Humanos são malucos... Têm dias para tudo. Dias Nacionais, Internacionais, Mundiais. Do Pai, da Mãe, da Paz, de, de, de...(ainda chegarão ao desplante de criar o Dia Mundial do Penso Higiénico?)
Hoje é Dia do Animal. Mas, como dizia algum poeta, «Natal é todos os dias». E dias dos Animais têm de ser todos os dias. Somos ou não os Maiores?
Hoje é o meu Dia. Óptimo. Mas é ao meu "amigo" Simão que dedico esta prosa maluca. O Simão faz hoje anos. Talvez onze, doze, por aí... Já não o vejo há muito. Abandonou-nos (não vou escrever que o donomeu o abandonou) e foi viver para a aldeia. Foi forçoso mudar de vida e hoje o Simão está, espero bem que sim, muito melhor. Deve ter mais atenções, tem mais espaço, mais liberdade para brincadeiras. Será que se lembra de mim? Lembra-se do donomeu? Talvez.
Não tenho muitas saudades dele. Sou exclusivista e agora tenho as atenções (e mimos) todas concentradas na minha pessoa. Dantes eu era figura "secundária".
Chegámos a trabalhar juntos numa peça de teatro. E nessa altura ele "armou-se" em bom, altruísta e gozava comigo. Chamava-me fútil e outras subtlilezas. Enfim, memórias... Acho que o Simão não tem a minha sorte. Uma net por perto e a possibilidade de escrever. Não sei se ele vai ler isto (duvido) mas aqui vai um abraço apertado de Parabéns.
---
Hoje foi o "Dia da Consulta do Donomeu".

(e como ele gosta daquelas consultas. Gosta da doutora, da sua simpatia, do seu profissionalismo, (do seu sorriso) ponto final. Pena só ter consultas três vezes por ano. E agora, Santo Deus, só em...Janeiro!)

Na sala de espera ele aproveita o tempo para ler e escrever, escrever...

«Gostava de morrer com uma caneta na mão»
Entrevista de António Lobo Antunes ao DN.

Pois, mas do donomeu ao ALA vai uma distância tão grande como daqui até á galáxia mais longínqua.
Sei que antes de chegar ao hospital e como já é habitual, o donomeu foi visitar a Margarida e no mesmo local, tentar (que ingenuidade a dele) acertar nos números e nas estrelas de sexta-feira.
Depois da consulta, numa visita de passagem, máquina na mão, "apanha" todos os azulejos que vê. E fotografa janelas. Como ele gosta das janelas de Lisboa...

Como diría o Simão (Parabéns de novo, caniche malandro) estou a ficar preguiçosa. Vou dormitar um bocado, se não se importam.

PS: Amanhã é Dia da República. Mas eu, Rainha Absoluta, sou monárquica e não festejo.

A Gatinha

Etiquetas: , , ,

2 Comentários:

Às quarta-feira, 05 outubro, 2011 , Blogger Justine disse...

Gatinha, minha bela, o teu texto é uma homenagem de ternura ao donoteu e à sua vida, ao Simão e a todos os animais. Apesar de seres exclusivista - pois se és uma gata! - és também generosa:-)))
Uma festinha para ti!

 
Às quarta-feira, 05 outubro, 2011 , Anonymous gatinhadoze disse...

Fiquei tão babada, acredita. E por estes dias escrevo sobre o Quarteto...

Suspense...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial