segunda-feira, março 14, 2011

512 - Reflexões

Foto da Net

«Vai-se tornando um hábito. O Ruy acorda de madrugada, não consegue dormir e agarra-se ao portátil. Esta madrugada, mais uma vez. Mas, com o sono ainda presente, vai misturando sonho e realidade. E recordou aquela terra no Japão, cujo nome não consegue dizer. Mas recorda a imensa tragédia daquele povo. 200.000 pessoas (tantas como a manifestação de Lisboa-geração à rasca) desalojadas, em perigo de vida por causa do maldito - digam o que disserem - Nuclear. É tudo longe de nós. Mas pensamos melhor, acordamos para o problema, se ele bater à nossa porta?
Os milhares de mortos descansam em paz (descansarão?). Os vivos terão que viver com o pesadelo.

No D. Maria II, em Lisboa, uma peça excelente. A propósito da Tomada da Bastilha, em Paris, na noite de 13 para 14 de Julho de 1789. A «Cacatua Verde», um trabalho da Cornucópia. A ver.

A Gatinha acordou também. Lá está ela, sentada, ao fundo da cama, olhando. E a pensar, talvez, quem sabe: este tipo não dorme nem deixa dormir....

Dezenas de camionistas - parte fulcral da nossa economia - preparam-se para parar.
«A coisa está preta, pá», talvez dissesse o Chico Buarque.  «Foi bonita a festa, pá.» disse ele em 1974...

E o Ruy, agora com sono de novo, vai optar por não dormir. Talvez mais logo, quem sabe...»

Etiquetas: , , ,

1 Comentários:

Às segunda-feira, 14 março, 2011 , Blogger Justine disse...

Tanta informação, tanta reminiscência, tantos pensamentos numa produtiva insónia! Bom para todos, ecepto para a Gatinha:)))

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial