sexta-feira, maio 25, 2007

Desafio


Leticia de Som & Tom colocou-me este desafio.
O Navio, parado, balança imenso porque a tormenta é grande. Há perigo de enjoo. Mas o pedido é simpático e vai ser satisfeito. Assim:


EU QUERO aproveitar este espaço para dar asas à minha loucura.


EU TENHO a certeza que não me levam a sério.


EU ACHO que a minha Vila de adopção, piora dia a dia.


EU ODEIO (palavra feia) todos os que odeiam.


EU SINTO que poucas pessoas vão ler este texto, e se chegar a dez é uma vitória.


EU ESCUTO, da minha janela, a doze quilómetros de distância, a voz do Mar Maravilha.


EU CHEIRO a terra molhada e gosto. Eu cheiro algumas flores e ainda gosto mais.


EU IMPLORO : desliguem o Alberto João. Mandem o sujeito para uma ilha deserta, no fim do Mundo.


EU PROCURO um porto seguro.


EU ARREPENDO-ME quando sou impulsivo e não consigo travar os disparates.


EU AMO a Vida mesmo percebendo, ou pensando, que ela não me ama.


EU SINTO DOR diáriamente. Mas a dor maior é saber a dor dos excluidos.


EU SINTO A FALTA de tanta coisa que era impossível enumerar. A maior falta, no entanto é não ter a FÉ suficiente.


EU IMPORTO-ME quando vejo o meu pobre país tão mal tratado. Mas importo-me ainda mais pela Humanidade que sofre ao arrepio dos grandes e poderosos.


EU SEMPRE QUE POSSO procuro pôr em dia o que tenho atrazado. E nunca consigo. E vejo o tempo a fugir.


EU NÃO FICO desesperado por não ser rico. Mas adorava repartir uma grande riqueza - muitos milhões - por tantas causas que valem a pena.


EU ACREDITO em Deus. Um Deus Bom que Ama os excluidos e todos os que dele precisam.E acreditam.


EU DANÇO tão mal, tão mal, que sempre me afastei de todos os locais onde tivesse de o fazer.


EU CANTO a canção do Zeca que traz outros amigos também.


EU FALHO contínuamente. E contínuamente tento não falhar.


EU LUTO, mas as forças são minimas, para que este Mundo seja melhor.


EU ESCREVO pouco, mais ou menos correcto, mas aquilo que sinto. Mas muito, muito, do que devia escrever, não escrevo.


EU GANHO sempre, quando de manhã acordo vivo. Mesmo que pense que o Mundo é um lugar ingrato.


EU PERCO muito por não saber muito bem aquilo que devía saber.


EU CONFUNDO-ME muitas vezes. E a confusão é maior quando tento entender aquilo que é óbvio e e eu não vejo.


EU ESTOU parado no Alto Mar. Com uma enorme vontade de chegar ao lugar certo e uma preguiça imensa de seguir viagem.


EU FICO FELIZ quando vejo a Felicidade nos olhos das pessoas.


EU TENHO ESPERANÇA que não me achem " lélé da cuca " e que percebam que, meio a sério meio a brincar, escrevi o possivel. Impossiveis não sei fazer.


PS
De ínicio tinha pensado fazer este texto muito gozão, tipo Gato Fedorento. Dizer por exemplo que CHORO de alegria quando o Sporting ganha e de raiva quando o Porto conquista o campeonato.
Que FICO FELIZ se o Zé Castel-Branco escorrega na calçada ou o Herman se engasga e fica mudo. ( Não é verdade, nem quero que assim seja )
E muitas outras coisas. Mas o importante é implorar a todos: Vivam em Paz e sejam felizes.
Foto de Teresa Silva, editada no Blog Palavra Puxa Palavra.
Texto escrito ao som de Lamento (Vinicius de Moraes / Pixinguinha) e cantado por Leticia Gabian.

16 Comentários:

Às sábado, 26 maio, 2007 , Blogger Leticia Gabian disse...

Bem disse que todo Zé era boa gente. Olha só aí!

Muito bem! Gostei imenso, primeiro por teres aceito "brincar" e pelo bocadinho a mais que mostrou de ti.

Adoro-te, meu querido amigo!

Beijão

 
Às sábado, 26 maio, 2007 , Blogger O Sibarita disse...

Olá! Pronto li até o final e ai? kkk

É assim mesmo... Tá muito legal suas respostas, parabéns!

abraços,
O Sibarita

 
Às sábado, 26 maio, 2007 , Blogger pitanga disse...

E eu já sou a terceira a ler. Esqueceste de escrever

EU sou um cara porreirinho! hehe

abraços

 
Às sábado, 26 maio, 2007 , Blogger luis manuel disse...

Impossíveis... quem os consegue ? Agora: importar com aquilo que é possível, são poucos aqueles que assim pensam. É mesmo assim, amigo, os males que rodeiam o Homem são tantos, que custa acreditar que nada se faça - do melhor que é possivel.
Por isso " Eu importo-me..." " Eu acredito..." " Eu canto... " " Eu luto... " entre outros, fazem manter essa esperança viva. Mesmo parado em Alto Mar...

"(...) Primeiramente tomarás a altura do sol por astrolábioou quadrante ao meio-dia, quando o sol estiver mais emionado. E quando tomares altura, olharás bem para onde vão as sombras que fazem os mastros da nau ou navio onde fores(...) convém a saber se vão para norte, se vão para sul(...)"

Tirado do "Auto da Pimenta" - Rui Veloso, que terá transcito da obra do Regimento do Sol, André Pires, Livro de Marinharia, meados do Séc XVI

Um abraço
Eu... também procuro por em dia o que tenho atrazado... ! E não estou a conseguir. E o tempo de igual forma foge... muito, muito rápido.
Felizmente, ainda sobram forças para sentir que cada dia vivo, é um Ganho !

 
Às sábado, 26 maio, 2007 , Blogger viajante disse...

EU SINTO que quatro já não é mau (os meus não contam)
Obrigado a vocês pelas palavras amigas. Assim,o Trans-Atlântico volta a ter vontade de fazer mais uma milhas.

 
Às sábado, 26 maio, 2007 , Blogger viajante disse...

Outra(s) Janela(s) fez um apelo lá no sitio. E aqui mete mais uma cunha (estamos em Portugal, não é? )
São precisas Janelas do Mundo para publicar no Blog. Todas são bem vindas.
matias.jm@gmail.com , agradece.

 
Às sábado, 26 maio, 2007 , Blogger wicky disse...

adorei o teu texto!!!
acho q não teria aceite o desafio ....

um abraço, que bóia não precisas, porque não vais ao fundo

 
Às domingo, 27 maio, 2007 , Blogger Paula Raposo disse...

Gostei de te ler...beijos.

 
Às domingo, 27 maio, 2007 , Blogger pedro macieira disse...

Um desafio ganho.
Um abraço

 
Às terça-feira, 29 maio, 2007 , Blogger Leticia Gabian disse...

Zé,
Tem vela, fogos de artifício e champahe lá no Som&Tom. Aparece pra festa, tá?
Beijão

 
Às quinta-feira, 31 maio, 2007 , Blogger viajante disse...

EU SINTO que tinha razão. Não chegou aos dez( os meus não contam).
Ainda haverá tempo?

 
Às quinta-feira, 31 maio, 2007 , Blogger bettips disse...

Claro, porque a tua sinceridade a brincar é maravilhosa! Gostei do que li e imagino-te assim. E vês como "as mulheres" te mimam ?!!!Abç

 
Às quinta-feira, 31 maio, 2007 , Blogger viajante disse...

Mimam-me aqui mas não ligam " patavina " ( ou ligam pouco ) aos AZULEJOS e às JANELAS. Mas não se pode ter tudo...

( Amanhã vai aparecer um novo blog - de 1 de Junho a 15 ou 16 de Julho - e o resto vai ser um segredo bem guardado.

PS. Ainda há bolo ?

 
Às quinta-feira, 31 maio, 2007 , Blogger bettips disse...

Não...deixei-o na governação para comerem às fatias, gordas, como bem se vê. E ameaçaram-me com uma "nótula" de mau comportamento, vê lá! Aos azulejos TENHO de voltar mas acreditas no tempo elástico? Janelas, já as vi bem vistas mas eu não sou como o m.lino ou o a. ??? são tantos que me perdi ???, não toco tantos instrumentos... Abraço, uma vez mais!

 
Às terça-feira, 05 junho, 2007 , Blogger viajante disse...

Está fechada a conta dos dez comentários (alheios). E sigamos em frente. Logo há mais posts.

 
Às terça-feira, 12 junho, 2007 , Anonymous Anónimo disse...

Sinceramente não me importa o número que me atribuis...se sou o quarto,o quinto ou o centésimo a ler as tuas palavras.Leio-as porque sou um apaixonado pelas mesmas e pela sensibilidade do Homem quando as usa!
Gosto do que escreves quando não usas a vitimização para enriquecer o texto.
Gosto da tua fé em Deus,porém falta-te a fé em ti próprio.
Gosto que cantes e que reconheças que danças mal...o verdadeiro Homem deve fazer o que gosta e assumir,com naturalidade,o que nao sabe ou tem vergonha de fazer.
Gosto que ames a Vida e nunca,nunca penses que Ela não te ama a ti...o único responsavel pelo Homem que és,feliz ou não,és tu!Nós somos o resultado directo da soma dos nossos pensamentos...tudo o que vês,imaginas e dizes acaba mais tarde ou mais cedo por se materializar.
A vida é uma benção...e não o é apenas para alguns!Todos nós,tu inclusivé,podemos mudar a qualquer instante.Basta para isso que nos alinhemos com tudo o que queremos e não com o que não queremos.
Sempre que te apetecer chorar de dor..lembra-te de tudo o que te faz rir.
Sempre que te apetecer culpar o Mundo e a Vida..lembra-te que Eles não têm qualquer responsabilidade.
Sempre que te apetecer "ir embora"..lembra-te de tudo o que te faz ficar.
Sempre que te faltar alguma coisa..lembra-te e agradece o que tens.
Sempre que te quiseres culpar..lembra-te de te aceitares e perdoares.

És um Homem fantástico.Vivi contigo muitos anos...devo-te parte da minha educação e hoje deixo-te algumas palavras que sinto e que tocam algumas emoções tuas que se arrastam há demasiado tempo...o meu Desafio é fazer-te pensar em ti...só em ti e em tudo aquilo que ainda podes ser...nomeadamente SERES FELIZ!

PAZ,

Gustavo

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial