segunda-feira, setembro 17, 2007

Apertos de Mão


Não gosto dos políticos. Por alguns, enquanto cidadãos, tenho alguma admiração. Da política basta-me a atenção devida para poder fazer as minhas escolhas, umas vezes certas, outras não. A política partidária já me cansou. E o último exemplo foi saber que o Senhor José, actual primeiro ministro do meu país, não teve tempo, ou vontade, ou coragem, para receber e cumprimentar um Homem de Paz - Dalai Lama - que nos visitou. No entanto foi ou vai ser recebido (e ser cumprimentado) por um homem que da Paz tem uma noção muito estranha - senhor George W. - a propósito de uma qualquer cimeira.

Também o Senhor Aníbal, presidente de todos os portugueses, não recebeu o líder espiritual do Tibete. No entanto vai receber ( e cumprimentar ) um homem que da Democracia tem uma noção muito estranha - senhor Vladimir P. - a propósito de umas obras de arte do Museu do Ermitage. Estranhos critérios.

Eu tenho um sonho, muito mais modesto do que Martin Luther King. Apenas gostaría de cumprimentar um dia o Senhor Fernando Nobre, presidente da AMI.

2 Comentários:

Às segunda-feira, 17 setembro, 2007 , Blogger Dulce disse...

Beijos para ti Viajante Amigo

 
Às quarta-feira, 19 setembro, 2007 , Blogger greentea disse...

há sonhos assim, que nos levam a viajar em torno de outros mundos....
Reparei tb em tudo issoe num outro pequeno pormenor: Dalai Lama foi recebido na AR por um dirigente. O anfitrião (que estava na sua terra e na sua casa) talvez por lhe pesarem as pernas do excesso de peso sentou-se muito antes do seu convidado, por sinal até bem mais velho do que ele.
Dalai deve ter-se surpreendido mas como toda a vida bebeu muito chá, deve ter-lhe enviado mentalmente uma mensagem de PAZ

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial