quarta-feira, janeiro 24, 2007

Saber

Sabía que ías entender.
Sabía que ías perdoar.
Sabía que o teu amor por mim era sincero.
Sabía que nunca me deixarías.
Sabía, muito bem, que ao deixar-te, tudo se perdia.
Sabía que os desgostos que causei te íam deixar de rastos.
Sabía isso tudo e muito mais.


Só não sabía que, ao acordar, percebendo o Sonho, ía descobrir que a dor era tão grande como se mil punhais me atravessassem. Mas já era tarde demais.


"De autor desconhecido, descoberto num jornal, no fundo do baú "

2 Comentários:

Às quarta-feira, 24 janeiro, 2007 , Blogger Paula Raposo disse...

Gostei! Quando pensamos saber tanta coisa e ter domínio sobre nós, eis que não é bem assim. Beijos.

 
Às quarta-feira, 24 janeiro, 2007 , Blogger dulce disse...

De dor tb entendo .
Beijos. Muitos.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial