quinta-feira, julho 07, 2011

583 - A Minha Coluna

A notícia: militares fazem limpezas nos quartéis.

Ponto 1
O senhor ministro da Administração Interna afirmou "ter resolvido em seis dias o que o anterior governo não resolveu em seis meses".
Se isto não é Propaganda, «vou ali e já venho». Começamos bem...

Ponto 2
A Associação Sócio Profissional Independente da Guarda considera uma «afronta à dignidade» os elementos da GNR terem agora como função a limpeza de quartéis.
Considero que militares a limparem quartéis não é normal, não se justifica. Os militares devem estar (estarão?) totalmente concentrados na segurança dos cidadãos. Mas não acho nada de humilhante se o tiveram que fazer pontualmente. E até talvez percebessem que, sendo trabalho deles, evitariam as limpezas desnecessárias e que custam dinheiro a todos nós. No meu tempo de militar, (tempos de ditadura) participei em limpezas de quartel. Não me senti ofendido. Hoje em tempos de democracia, todos podemos fazer um pouco mais pelo nosso país. Sem nos sentirmos menos dignos por isso.

Etiquetas: ,

3 Comentários:

Às sexta-feira, 08 julho, 2011 , Blogger Justine disse...

Qualquer trabalho é digno - desde que não se perca a dignidade!

 
Às sábado, 09 julho, 2011 , Blogger viajante disse...

100% de acordo.
E sabes que achava a profissão de Jardineiro (três ou mais gerações...) fascinante?

 
Às quinta-feira, 14 julho, 2011 , Blogger A. João Soares disse...

O problema tem outro aspecto, além da dignidade: a limpeza pode ser feita por pessoas que recebem salário mais baixo e será demasiado caro para os contribuintes colocar especialistas em segurança pública e varrer o chão em vez de zelarem pela segurança e ordem pública. E estas tarefas especializadas não podem ser feitas pela empregada de limpeza.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial