quarta-feira, janeiro 12, 2011

Postagens

Sei de escritores, e bons, que escrevem " por encomenda ". O mesmo com pintores. O mesmo com ....
Não deixam por isso de serem grandes escritores ao fazerem uma crónica com X linhas, dentro de N espaço. Ou pintarem um quadro, por encomenda de qualquer celebridade. A Arte, a sua Arte , está lá.
Mas há que fazer pela vidinha, não é... (e cito, de cor, A. Lobo Antunes).
Michael Cunningham (feliz descoberta) diz em Ao Cair da Noite, algo parecido com isso. O galerista Peter tem que vender quadros de que não gosta, para poder expor aqueles que gosta mais...mas que vendem pouco.

Lembrei-me disto, ao decidir colocar aqui, todos os dias, um post.
(O TransAtlântico estava demasiado parado...)
Não por obrigação, mas por disciplina. E há sempre assuntos, ou fotos, ou ... , para publicar.
Por vezes falta o tempo, mas o blogger permite, (com batota, acho eu) colocar um post agora, com data de ontem por exemplo.

Não sei nada do retorno. Gosto da partilha. Os 0 (zero) comentários não me agradam, mas também sei que pode haver quem leia, goste ou deteste, e passe à frente.

Feliz na mesma.

E está na hora de o colocar.

O de hoje, já está em rascunho (mais batota do blogger, ou minha) mas só vai sair depois das fotos do Palavra Puxa Palavra. Até já.

Etiquetas: ,

1 Comentários:

Às quinta-feira, 13 janeiro, 2011 , Anonymous Anónimo disse...

Amor com Amor se paga.
Se não comentas as visitas que fazes, como queres que comentem as tuas?

Z.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial