sexta-feira, janeiro 25, 2008

Reflexões sobre um e-mail - Gatinha e Simão, segunda parte...e última ?

E a Gatinha e o Simão lá continuam...





À GRANDE E À FRANCESA - Viver com luxo e ostentação




Naquele verão os turistas tinham invadido a Vila. Simão nunca vira tanta gente estranha. Até que um dia uma viatura diferente - caravana ou coisa parecida - estacionara, durante uns dias, frente à sua porta. Vários humanos que não lhe chamaram a atenção, entravam e saíam. Mas com eles, linda, enorme, de pêlo cinzento, uns olhos azuis brilhantes, a mais bela cadela que ele já vira. E apaixonou-se ao primeiro olhar. Passava a vida a latir e a pedir rua, e quando isso não acontecia ía para a janela na tentativa de a ver. O que acontecia com frequência. Percebeu que era gente de muitas posses e algum luxo. Luxo esse que era extensivo à sua amada. Percebera também, pelas letras da viatura, que devería ser francesa. Oh, Paris, quem lhe dera poder passear com ela nos Campos Eliseos ou em Saint Germain. Como ele gostaría de viver com ela À GRANDE E À FRANCESA.




COISAS DO ARCO-DA-VELHA - Coisas inacreditáveis, absurdas, espantosas, inverosímeis
O Simão andava triste, cabisbaixo e um bocado chato. Ladrava e latia por tudo e por nada. E a razão, afinal, era a sua preocupação pelo estado do dono. Que andava estranho. Doente ? Talvez. Mas o pior dos sintomas era aquela apatia constante, a tristeza nos olhos, o choro disfarçado e uma vontade tremenda de dormir.(Alguma mosca tsé-tsé o picara...). Estava irreconhecível. Perdera o interesse por tudo aquilo que gostava. Andava ausente. Embora aparentemente tudo parecesse normal - para alguns - o Simão sabia que algo muito grave se passava. Para ele só podiam ser COISAS DO ARCO-DA-VELHA.

10 Comentários:

Às sexta-feira, 25 janeiro, 2008 , Blogger Paula Raposo disse...

As coisas do arco da velha não nos podem entristecer...beijos.

 
Às sábado, 26 janeiro, 2008 , Anonymous Anónimo disse...

Bela ideia esta dos provérbios e sua aplicação na prática com os bichinhos...
Eu começei um dicionário de calão e vou fazer por continuar. É muito antigo e descobri expressões que ainda hoje se usam. Curioso
Bom fim de semana e aguardo mais.
Um abraço
mj

 
Às sábado, 26 janeiro, 2008 , Blogger FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido amigo,
adorei o texto, também estive nos outros cantinhos e fiquei feliz por ver tanta beleza.
Beijinho de carinho e bom fim de semana.
Fernandinha

 
Às segunda-feira, 28 janeiro, 2008 , Blogger luis manuel disse...

José... a última ? Seria bom que assim não fosse.
Capaz de escrever assim, como se "palavras puxassem palavras...", dá para viver "grande e à francesa" no meio de tanta imaginação. Diz a Gatinha e o Simão.
Das duas uma...
Por todas as razões e mais uma...


Os slides vieram dar um ritmo diferente ás palavras fotográficas.
Um grande abraço

 
Às terça-feira, 29 janeiro, 2008 , Blogger viajante disse...

Paula, MJ, Fernanda e Luis

O TRANSATLÂNTICO encalhou no mar alto.Não há meios, neste momento, para voltar a navegar.
As OUTRA(S)JANELA(S) estão fechadas e os AZULEJOS à espera.
A tempestade vai passar. Pelo menos assim o espero.
Um abraço Amigo.

 
Às terça-feira, 29 janeiro, 2008 , Blogger saloia disse...

Olá vizinho,

http://www.flickr.com/groups/azulejos/pool/

talvez conheça o Flickr..a maior communidade de fotografia na internet. Aqui sim, pode se perder horas a ver imagens.

Mando aqui o grupo dos azulejos de Portugal.

um abraço

Mary

 
Às quarta-feira, 30 janeiro, 2008 , Blogger bettips disse...

Zé...vem a Prima e a Vera, não nos deixes sem saber o que pensam o Simão e a Gatinha...
Abçs

 
Às quinta-feira, 31 janeiro, 2008 , Blogger M. disse...

Sei do que falas...
Um abraço.

 
Às quinta-feira, 31 janeiro, 2008 , Blogger M. disse...

Mas olha que ainda que o transatlântico esteja encalhado, pelo menos a música que aqui se ouve é reconfortante.

 
Às quinta-feira, 07 fevereiro, 2008 , Blogger escorpião disse...

às 2 por 3 vejo-me a navegar no TA, q NÃO pode encalhar, e vi uma vez e outra e como não há 2 sem 3 e à 3ª é de vez, tem q se comentar...
Estou desejoso de poder publicar estes textos tão lindos.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial