domingo, março 11, 2007

Indignação II

Para o Pedro Macieira de " Rio das Maçãs " com um abraço.
Em pequenos pormenores se vai fazendo a história-negativa desta Vila
Sintra em Negativo
Estacionamento

Placa toponímica


Placa " amputada "
Já aqui escrevi sobre a " Rua " Dr. Vasco Vidal. Que, na minha opinião, não é rua mas parque de estacionamento. Não existe lá uma casa, um nº de polícia. De um lado uma rede para a estação da CP, do outro lado muros altos e trazeiras de casas. Muitos carros estacionados e, numa zona delimitada, um cemitério de automóveis (espaço da PSP para colocar carros acidentados ou apreendidos).
Acontece que recentemente um restaurante fez obras. E ficou bonito, menos na cor. (A Vila necessita de tantas recuperações...). Segundo informação do proprietário, a CMS pediu autorização para colocar na parede do restaurante uma placa com o nome da " Rua ". Correcto. Mas o que lá foi colocado foi um conjunto de ajulejos ( oito de um total de doze + brazão) e desapareceu a palavra RUA. Por vergonha, esquecimento, distracção? Por coerência?
A obra está terminada, bem rematada, pintada de rosa, MAS FALTAM LÁ OS OUTROS AZULEJOS.
Não houve da parte do construtor o cuidado de verificar os trabalhos finais? Não há ninguém na Câmara que fiscalize estas situações? Aquela placa toponímica VAI FICAR ASSIM?
Tantas perguntas que muito possívelmente vão ficar sem resposta.
Repito a nota do post antigo: Penso que o Dr. Vasco Vidal merecia mais respeito.

5 Comentários:

Às domingo, 11 março, 2007 , Blogger pedro macieira disse...

Agradeço ao Viajante a dedicatória do post.
Realmente Sintra Património Mundial da Humanidade, com exemplos como estes e outros que abundam inexplicávelmente por Sintra e pela própria Vila, está a colocar em causa esse estatuto.Mais preocupante é o não cumprimento pelo Governo e pela autarquia das resoluções do ultimo relatório de especialistas da UNESCO, que visitaram Sintra.
Outro exemplo do desleixo e incúria com o património é o Chalet da Condessa dÉdla, que depois do incêndio de 1999, está em ruínas, sem que até hoje nenhuma entidade responsável, tenha tomado qualquer iniciativa para recuperar o Chalet em pleno Parque da Pena.
Iremos com os nosso blogs tentando pressionar os responsáveis distraídos, com "Casas das selecções" de forma que o que está acontecer não passe em silêncio.
Um abraço
Pedro Macieira

 
Às domingo, 11 março, 2007 , Blogger viajante disse...

Conheço pouco o assunto do Chalet da Condessa. Mas estou enganado quando em tempos a TVI ocupou, com um programa idiota(na minha opinião) terrenos na Serra, com a promessa de reabilitar ou ajudar nas obras do Chalet? Ou será mais uma habilidade igual às filmagens da Doce Fugitiva que transforma a Biblioteca Municipal em " Colégio "
paticular?
Mistérios desta bela Vila.

 
Às domingo, 11 março, 2007 , Blogger greentea disse...

HÁ TANTA COISA ERRADA EM sINTRA, TANTA COISA QUE SE NÃO FAZ, TANTO AZULEJO POR PÔR, TANTA ÁRVORE POR CUIDAR, TANTO ATAQUE NOTURNO E BRINCADEIRAS DE MAU GOSTO ...E AGORA CÃES SOLTOS SEM EXPLICAÇÃO QUE (SEM EXPLICAÇÃO TAMBÉM) ATACAM OUTROS DESGRAÇADOS MAIS PEQUENOS E INOFENSIVOS!!

e AGORA, `JOSé ?????
E AGORA , SIMÃO ??

já estás "Serelepe" ou ainda andas muito dorido ? O teu dono trata-te com muitos mimos e vais curar-te num instante., vais ver!

Beijinhos.

 
Às domingo, 11 março, 2007 , Blogger pedro macieira disse...

Relativamente ao chalet da Condessa, houve um acordo entre o Parque Monte da Lua e a TVI, para que a utilização da área do Parque onde foi gravado o programa "1ªcompanhia" tivesse como contrapartida um pagamento (para utilizar na recuperação do Chalet).Só que depois do desbaste , das terraplanagens !!! no Parque da Pena (área protegida)e depois de terminado o programa durante largo tempo havia uma discussão entre as duas entidades, pois não se entendiam quanto ao montante a pagar!!!!
Não sei se já chegaram a acordo ou não, sei é que o Parque sofreu com a intervenção , para que o programa se realizasse, e o Chalet continua na mesma sem qualquer obra de recuperação.....

Existe ,ou existia no final do ano de 2006, a hipotese de um fundo da EFTA, ser utilizado para a recuperação do Chalet.Estamos em Março de 2007, o vereador que tinha esse pelouro(PSD) zangou-se com o Presidente da Câmara (PSD) e largou o pelouro e foi para a Misericórdia de Sintra.O Governo em vez de criar uma "Task force" independente para a gestão da área protegida , como era pedido pela UNESCO, resolveu entregar ao PNSC, todos estes poderes (É o caso do Palácio da Pena que tinha a tutela do IPPAR, passar para o PNSC...)
Como o tempo é de crise, imagine-se o que irá acontecer a Sintra.

 
Às domingo, 11 março, 2007 , Blogger Paula Raposo disse...

De facto é uma tristeza!! Tanta falta de brio, de zelo, de consideração, de tudo! Respeito no mínimo. Francamente...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial