quarta-feira, fevereiro 15, 2012

636 - Titanic


Esta noite, cem anos depois, tive um pesadelo. O Transatlântico navegava sereno, devagar, em águas calmas. A bordo, solitário, apenas o comandante. Com ele não navegavam 2.240 pessoas. Com ele íam apenas os seus sonhos. E eram tantos, tantos, que nunca tería tempo (ou possibilidade) de os realizar a todos. Não vou aqui mencioná-los. Alguns, tão belos, faríam a sua felicidade e de muitos outros.
O navio não bateu num iceberg. Foi de encontro a uma cortina fantasma que se levantou no mar. Não houve margem para fugir. E o Transatlântico afundou-se. Apenas uma vítima. Mas com ela afundaram-se também os seus sonhos queridos. Para todo o sempre.

---

Felizmente, apesar de tudo, não passou de um pesadelo. O Transatlântico continua a navegar. Os sonhos do comandante é que ficaram todos no fundo do mar...

Etiquetas:

2 Comentários:

Às sexta-feira, 17 fevereiro, 2012 , Blogger Lucia Luz disse...

Zé que belíssimo texto.
Alguns sonhos vão mesmo para o fundo do mar mas para que outros venham a se realizar.
Um beijinho

Lucia

 
Às sábado, 18 fevereiro, 2012 , Blogger Justine disse...

Os sonhos renascem, Viajante! E alguns até se concretizam...
Abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial