sábado, junho 26, 2010

22 Olhares Sobre 12 Palavras

O jogo era este. Havia 12 palavras que era obrigatório entrarem num texto. Tema livre e sem limite de palavras. O Zé-Viajante começou assim:
(Ausência)
Havia um tempo. Tempo de tempestade. E, apesar disso, com céu e mar azuis. O Simão e a Gatinha, fiéis companheiros, com um imenso sentido crítico, já tinham alertado para o distanciamento que adivinhavam nele. Ausente, não física mas espiritualmente, era avassalador o seu silêncio.Ambos pediam, ele rosnando, ela miando, que os deixassem comungar com ele os seus problemas.

E nesse tempo, em que se pressentia uma terrível tempestade, também havia um dia muito lindo, uma esperança, um azul no céu que alegrava a alma. Tal como um farol que nos guia, ele tinha que saber que as suas angústias eram passageiras. E um imenso e lindo arco-íris, desenhava-se no horizonte. Era uma fusão de luz e cor e também sons, que faziam com que ele, amortecido até então, despertasse para a vida. Vida essa que, na vertigem de um mundo difícil, não deixasse tão erodido.  Vida que ele agradecia diáriamente. Porque, apesar de tudo, ele ainda tinha muito para dar e receber.


" 22 Olhares sobre 12 Palavras - Edium Editores " 

2 Comentários:

Às segunda-feira, 28 junho, 2010 , Blogger Paula Raposo disse...

Foi um jogo muito giro e eu gostei imenso de participar nele!
Beijos.

 
Às segunda-feira, 28 junho, 2010 , Blogger Paula Raposo disse...

Ia-me esquecendo de dizer que gosto muito deste teu texto!
"ele ainda tinha muito para dar e receber."
Beijos.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial